Nova regra do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço

Estas contas inativas são as que deixam de receber o depósito devido à rescisão de contrato de trabalho, o cronograma para que as pessoas saquem o dinheiro destas contas será divulgado apenas em fevereiro e será levada em conta a data de nascimento do beneficiário do fundo de garantia.
Como calcular rescisão de contrato – dicas
Como dar entrada no seguro desemprego
Previdencia social de agendamento INSS

Fundo de Garantia por Tempo de Serviço

No dia 22 de dezembro de 2016, o atual Presidente Michel Temer, anunciou que o governo irá liberar o saque das contas do FGTS inativas até dezembro de 2015.

O Presidente fez o anuncio em um pronunciamento antes de participar de um café da manha com os jornalistas.

Esta medida faz parte de uma estratégia do governo para tentar reaquecer a economia. O presidente Temer explicou que não haverá limite para o saque. O trabalhador se quiser poderá sacar para qualquer finalidade todo o valor que ele tiver em sua conta inativa.

De acordo com o ministro do Planalto Dyiogo Oliveira, o cronograma para o saque das contas inativas deve sair até o inicio de fevereiro e será levada em conta a data de nascimento dos beneficiários.

O presidente disse que de acordo com os cálculos feitos pelo governo, os saques podem chegar a cerca de R$ 30 bilhões, o que equivale nas contas da equipe econômica a 0,5% do Produto Interno Bruto.

fundo

Segundo ele, cerca de 10,2 milhões de trabalhadores podem sacar o dinheiro. De acordo com o governo a maior parte das contas inativas tem um saldo bem menor de um salário mínimo.

O presidente argumentou que os saques das contas inativas do Fundo de Garantia não vão prejudicar os projetos que vão depender da verba do fundo, como por exemplo, os financiamentos das moradias do Minha Casa Minha Vida.

Reforma Trabalhistas

O presidente também falou sobre as propostas do governo de mudanças na legislação trabalhistas, que seriam anunciadas após o café da manhã com os jornalistas.

“Convido a todos para quer logo mais estejamos no Palácio do Planalto para anunciar a modernização da legislação do trabalho, com uma característica muito importante que deve ser ressaltada, a de que presentes deverão estar não só representantes das centrais sindicais como representantes dos empregadores, representantes de federações. Isso tudo foi bem negociado pelo Ministério do Trabalho no sentido de fazer uma composição que não desagradasse fundamentalmente nem trabalhadores e nem os empregadores”, assim disse o Presidente Michel Temer.

Juros do cartão

O presidente Temer não informou muitos detalhes sobre o cartão de crédito, mas afirmou que o governo trabalha na redução dos juros do cartão a partir do primeiro semestre de 2017. Ele ainda se pronunciou sem muita explicação de como será a ação da equipe econômica neste sentido, que a queda nos juros do cartão deve ser de mais da metade já nos primeiros meses de 2017.

Ele também informou que esta redução nos juros do cartão ocorrerá em duas hipóteses:

  • A hipótese dos juros do cartão que é aquela dos 30 dias, que se denomina rotativo, onde haverá uma redução de mais da metade do que hoje se cobra
  • E outra hipótese é após estes 30 dias, haverá um parcelamento daqueles que não pagarem e esses parcelamentos ainda irão receber os juros, porém serão juros inferiores a metade do que é cobrado hoje.

Clique aqui e saiba mais sobre o FGTS

Comentários

Comentários

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *