Casa propria – financiamento, documentos, avaliação, dicas, passo a passo

Como funciona o financiamento da casa propria.

Quando uma pessoa compra a casa propria, sento nova ou usada, ela pode conseguir o financiamento do pagamento. Os financiamentos são realizados por instituições que fornecem o dinheiro ao comprador do imóvel, para que seja comprado o imóvel. A partir daí, o comprado passa a ter uma divida com o banco.
Capa de trabalho ABNT
Modelo de notificação extrajudicial
Como dar entrada no seguro desemprego

Durante o período em que o comprador ainda não finalizou a compra desse imóvel, o mesmo não pode ser negociado.

Condições de financiamento

Existem diversas entidades financeiras no Brasil. O que  diferencia uma da outra é as condições de pagamento, como por exemplo, as taxas de juros que são cobradas, a duração dos contratos e quanto do valor do imóvel pode ser financiado.

Feito tais escolhas, o próximo passo agora é ir até uma agência e conversar com um atendente deste departamento, para que assim seja iniciada as etapas que permitirão a liberação do dinheiro para a sua casa propria.

Documentos

Na primeira etapa os documentos necessários é somente o RG e CPF do casal se você for casado, comprovante de renda e de estado civil.

Se você for autônomo, você poderá comprovar sua renda através de prestação de serviço, sindicato da categoria, declaração do imposto de renda, etc.

Se você for trabalhador rural, ambulante, cabeleireiro/barbeiro, diarista, doceira, ou trabalha em alguma função que não tenha conta no banco, devem ir até a gerencia do banco e com o auxilio do gerente fazer um cadastro, e assim ser orientado por quais documentos serão necessários.

A comprovação de renda que será feita, tem a finalidade de ver o quanto você poderá pagar por parcela, já que o valor delas não pode passar dos 30% da renda familiar bruta.

Uma analise cadastral também é feita, ela consiste na verificação si seu nome esta no SERASA ou SPC. Não havendo nem um problema em ambos, é aprovada a liberação de crédito com um período de validade que varia de acordo com o banco.

Avaliação do imóvel

Apos ser liberado, o banco através de um engenheiro, realiza a avaliação do imóvel a ser financiado para confirmar o seu valor.

Tudo “ok”, o banco elabora um contrato onde o vendedor e comprador devem assinar o contrato. O contrato deve ser registrado em cartório e levado à agência bancária. Depois é feito o crédito e assim o vendedor é pago. Neste momento o comprador já começará a pagar pelo financiamento.

Utilizando o FGTS

Como todos devem saber é possível utilizar este saldo na compra da casa própria, mas ele pode ser utilizado também como entrada? Para esta pergunta a resposta também é não. A verdade é que o fundo de garantia entra na mesma condição do subsidio e depois que você pagar a entrada no saldo que você tem a financiar pode-se utilizar o FGTS para baixar este valor e torna-lo um financiamento mais baixo, mas isto não significa que você possa usar o saldo do fundo de garantia como entrada.

Financiamento através do SBPE

O Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo, não há um limite de renda. Se o imóvel desejado estiver dentro dos limites do SFH, as taxas de juros não podem passar de 12% ao ano. Quando tal valor excede estas limitações, as taxas de juros passam a ser maior que 12%.

Comentários

Comentários

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.