Apego psicologia – O que é? é saudável ? dicas, passo a passo

Apego psicologia não significa que você não deve possuir nada, mas que nada pode prendê-lo.

O desapego pode ser denominado como autoajuda, crescimento pessoal, e a espiritualidade.

Capa de trabalho ABNT
Modelo de notificação extrajudicial
Como dar entrada no seguro desemprego

O desapego esta acontecendo muito frequente, pois temos a confundir alguns termos e estoque. Desapego não é absolutamente, não possuir nada, ou construir relações afetivas em que evitamos precisamente o apego efetivo que nos oferece segurança e bem-estar.

Desapego é algo mais intimo, e essencial para o equilíbrio psicológico e emocional. Isto é trata-se de evitar as coisas, pessoas que tentam nos possuir.

Temos que ser capazes de nos doar aos demais em liberdade, para que haja uma relação mais harmônica e respeitosa.

  1. O apego e o desapego

O apego vem do budismo, porem, na psicologia e da pedagogia, crianças, por exemplo, são relações saldáveis.

São dois conceitos diferentes que é preciso entender para nos beneficiarmos deles, para construirmos relações muito mais íntegras nas quais devemos respeitar e ao mesmo tempo ser respeitados.

  1. O apego saudável

Para o budismo um dos maiores focos de sofrimento é o apego. Porem, a conotação de palavra para eles não esta relacionadas com o apego em relação aos casos citados acima, sejam eles da criança ou das relações efetivas.

Vejamos com mais detalhes:

o ser humano para crescer precisa de seus semelhantes para sobreviver e precisa se sentir seguro para entender o mundo.

  • A criança com apego saudável é quando os pais entendem suas necessidades, assim permite que a criança esteja próxima para se sentir segura.
  • Por sua parte, um apego maduro é quando uma pessoa se doa para a outra, assim respeitando a liberdade para construir uma relação respeitosa e feliz.
  • As pessoas precisam assegurar o vinculo com aqueles que amam e isso implica desenvolver um tipo de apego com o qual se sentem seguras, com o qual se sentem unidas a alguém que as ama e a quem também amam.

Se em algum momento surge a dependência, a chantagem e a necessidade de controle, esse apego já não é saudável e se torna tóxico.

  1. O desapego como forma de integridade pessoal

Aprofundemo-nos agora no desapego para esclarecer aspectos importantes. Este temor não quer dizer, absolutamente, que devamos renunciar ao que possuímos, porque o desprendimento absoluto de todas as coisas não é sinônimo de felicidade.

A carência é um dos maiores focos de incerteza, de modo e de tristeza.

  • Se construirmos nossa vida ao redor de apenas uma pessoa até o ponto em que nossa felicidade dependa de outra pessoa, então há algo de errado.
  • Se nos apegamos muito a nossa família de um modo de que não conseguimos seguir nosso próprio caminho, também estamos fazendo algo de errado.
  • Se nos apegamos ao trabalho, com a necessidade de crescer, de ganhar dinheiro etc. estamos fazendo algo muito importante, e estamos fazendo muito errado, estamos esquecendo-se de ser felizes.

O desapego é uma forma de integridade pessoal, pois sempre nos lembra a felicidade não esta ligada a outra pessoa ou em acumular coisas.

A felicidade sempre esta em nos mesmo,  temos que nos sentir completos, livres e maduros.

Comentários

Comentários

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.